Diocese de Palmas e Francisco Beltrão

Bem Vindos, 23 de Outubro de 2018

NOTÍCIAS E EVENTOS

► NOTÍCIAS

    22/12/2017, por "Dom Edgar Ertl"

    “Natal sem Jesus não é Natal”

    O anjo disse: "Dou-vos uma boa notícia, uma grande alegria para todo o povo. Hoje nasceu para vós na cidade de Davi, o Salvador, o Messias e Senhor" (Lc 2,10-11).
    O Papa Francisco fez uma advertência oportuna às crianças e suas famílias para este Natal de 2017: "Sem Jesus, o Natal é uma festa vazia. Quando rezarem em casa, diante do Presépio com os familiares de vocês, deixem-se atrair pela ternura do Menino Jesus, nascido pobre e frágil em meio a nós, para nos dar o seu amor. Este é o verdadeiro Natal. Se tirarmos Jesus, o que permanece do Natal? Uma festa vazia. Não tirem Jesus do Natal: Jesus é o centro do Natal, Jesus é o verdadeiro Natal... É um tempo privilegiado para o encontro pessoal com Cristo".
    A Igreja, na solenidade do Santo Natal, nos lembra o inefável dom desta festa: Nosso Senhor Jesus Cristo nascido por nós na humilde Gruta de Belém, reconhecido e adorado pelos Pastores, pois este é um nascimento extraordinário. Ao fazer-se criança, Jesus assumiu nossa natureza e estabeleceu sua aliança com toda a humanidade para sempre. Deus mora no meio da humanidade, por isso Ele é o Emanuel, o Deus entre nós, o Deus próximo, o Deus conosco. Logo, a salvação nascida, de forma humana, em Belém, merece ser festejada. Somos a nova obra das mãos de Deus. Ele fez-nos novos em Cristo, seu Filho, no dia de nosso batismo. Nasceu-nos o Redentor.
    Escreveu Santo Agostinho: "Desperta, ó homem: por tua causa Deus se fez homem. Desperta, tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e sobre ti Cristo resplandecerá (Ef 5,14). Por tua causa, repito, Deus se fez homem". O bispo de Hipona deu-nos o sentido do Natal. Não existe outro. Se existir, é fruto de nossas opções e atitudes, muitas vezes mais consumistas e coloridas, sem a presença do Menino de Nazaré. Faz-se necessário e urgente redescobrir e recuperar a Solenidade de Natal como festa religiosa, de alegria, de esperança, de vida nova, de alguém que veio tão somente para nos salvar, para nos despertar e nos levantar.
    São Leão Magno exulta pelo significado do Natal: "Não pode haver tristeza no dia que nasceu a vida; uma vida que dissipando o temor da morte, enche-nos de alegria com a promessa da eternidade". Em Jesus Cristo recebemos o dom da eternidade, o dom da vida que se prolonga em sua própria vida. Este é o grande presente que recebemos. Por isso, grandes festejos, noite de encontro e celebração com a comunidade de fé, com nossas famílias e amigos. É a festa da vida. É a festa da nossa salvação. A humanidade em Jesus foi redimida. Na noite da Vigília paremos longamente diante do Menino, deitado na Manjedoura, e vamos contemplá-lo, olhá-lo e Nele encontraremos o sentido da vida, da existência e da fé. Nele nos entenderemos e saberemos qual é mesmo nossa missão e vocação neste mundo. Sem Jesus Cristo estamos na escuridão, na dúvida e na incerteza. Olhemos demoradamente ao Presépio como nos pede Francisco.

     

    Natal x consumo
    Com a ascensão do ambicioso mercado sobre todas as pessoas e instituições, o Natal passa-se despercebido por um considerado número de cristãos. Um fato verificado nos tempos modernos: nos dias 24 e 25 de dezembro, podemos correr o risco de fazermos muitas festas gastronômicas, com luzes pelas casas e cidades, desfiles com o Papai Noel, presentes e coisas que valham, todavia, sem o festejado principal deste dia natalício.
    Celebremos com alegria a vinda da nossa salvação. Celebremos este dia de festa em que Deus veio ao nosso encontro como Deus-criança. Alegremo-nos com esta graça! Que graça maior Deus poderia nos conceder do que, tendo um único Filho, fazê-lo Filho do homem e reciprocamente fazer os filhos dos homens serem filhos de Deus? Isto é Natal. Somente isto! Vamos festejá-lo cantando com toda a força de nossa alma: "Glória a Deus nas alturas, paz na terra aos homens de boa vontade". 
    Feliz Natal, o Dia do Nascimento de Jesus! Abençoados sejam todos os seus dias na companhia do Menino Jesus!
    Dom Edgar Ertl

     

© 2010 - Curia Diocesana - Diocese de Palmas/Fco. Beltrão - PR.

Rua Dr. Bernardo Ribeiro Vianna, 903
Sala 214 - Cx. Postal: 50
85555-000 - Palmas - PR
Fone: (46)3263-1134
Fax : (46)3262-1511