Diocese de Palmas e Francisco Beltrão

Bem Vindos, 22 de Outubro de 2017

NOTÍCIAS E EVENTOS

► NOTÍCIAS

    10/10/2017, por "Luiz Carlos Bittencourt"

    Há 13 anos o Núncio Apostólico visitava a Diocese

    Recordamos a visita oficial à Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, do Núncio Apostólico Dom Lorenzo Baldisseri, realizada nos dias 8, 9 e 10 de outubro de 2004. São 13 anos da presença marcante do representante do Papa que, acompanhado do Bispo Dom Agostinho José Sartori, presidiu várias celebrações e inaugurou importantes instituições diocesanas. Dom Lorenzo Baldisseri foi nomeado Núncio Apostólico, no dia 12 de novembro de 2002, pelo Santo Padre João Paulo II.

    Chegada

     Chegou no aeroporto de Palmas, sendo recepcionado por autoridades religiosas, militares, civis, lideranças e comunidade. Seguiu em carreata até o Palácio Episcopal, quando foi recepcionado pelo Bispo Dom Agostinho José Sartori e grande número de estudantes. Na noite, do mesmo dia, Dom Lorenzo participou da sessão solene, no salão nobre do Centro Universitário Católico do Sudoeste (UNICS). Ainda em Palmas, o Núncio, acompanhado de nosso bispo Dom Agostinho, do bispo auxiliar Dom Luís e do bispo da Diocese de União da Vitória, Dom Valter, visitou a EISPAL (Escola de Integração Social de Palmas), Lar de Velhinhos Nossa Senhora das Graças, Seminário São João Maria Vianney e Campus II da UNICS.

      Na UNICS

     No Centro Universitário Dom Lorenzo disse que é um centro de ensino e de vida: "É com alegria que visito esta instituição acadêmica. Como Núncio Apostólico trago o afeto e a especial benção apostólica do Santo Padre João Paulo II, que aprecia e sempre lembra do Brasil. Ele visitou o Brasil três vezes. Cada vez que tenho a oportunidade de encontrar o Santo Padre, em audiências particulares, sempre me diz: ‘Eu conheço o Brasil, e sobretudo o amor dos brasileiros pelo Santo Padre. Neste Centro Universitário sinto grande emoção, que me reporta aos tempos de estudantes, professores, antes de dedicar-me inteiramente ao serviço da Santa Sé, nas diferentes nunciaturas apostólicas. São 31 anos de serviço ao Santo Padre e a Igreja, em diferentes continentes, sempre longe da minha pátria, a Itália. Quando falo aos padres, digo que não se preocupem se o vosso bispo diz que têm que deixar sua paróquia e ir para outra, porque lá tem que levar o evangelho". Concluiu dizendo que: "Centros de estudos universitários são instituições de ensino e pesquisa que devem ter prioridades na sociedade, para o bem comum. A Igreja colabora e considera todo o centro de ensino como instrumento valioso de evangelização".

     Dom Lorenzo felicitou Dom Agostinho pelo grande esforço no campo da educação. Citou no o seu relatório, que o ponto central da Pastoral da Educação é a nova educação, gerada pelos valores evangélicos e geradora desses valores, que se concretiza na reflexão, ação, empenho, evangelização, testemunho de vida, anúncio explicito, atenção de coração, inserção na comunidade, acolhimento dos sinais e sacramentos, transformação e renovação da humanidade. "Este é um centro de educação e de vida. Felicito tudo o que foi feito nos muitos anos, começando pelo primeiro bispo Dom Carlos, depois quando nosso querido Dom Agostinho assumiu e continuou com esforço enorme, até chegar a esta instituição magnífica. Uma realização importante para essa cidade e toda região", concluiu.

     Visita ao Seminário São João Maria Vianney

     No seminário São João Maria Vianney, Dom Lorenzo demostrou alegria ao encontrar os seminaristas e formadores. Disse: "Estou feliz em visitar esta formação importante para a Igreja. É aqui que começa a caminhada da vocação. A contribuição cristã e humana é uma contribuição especial para a Igreja e sociedade. Continuem esse trabalho maravilhoso, para o bem da Igreja Diocesana. A vocação sacerdotal é uma escolha difícil, mas o Senhor responde com generosidade".

     Dom agostinho agradeceu a disposição do Núncio em visitar o Seminário Diocesano. Ressaltou que a Diocese tem tido solicitude com as vocações e tem conseguido resultados, para isso também financeiramente. Citou o Seminário Propedêutico e a construção do Seminário de Filosofia. Dom Agostinho agradeceu o esforço do clero para o fortalecimento das vocações. Concluiu dizendo ao Núncio: "Sua visita é a assinatura do trabalho vocacional, valorizando a diocesaneidade".

     Dom Lorenzo elogiou a EISPAL pela promoção de vida

     Visitando a Escola de Integração Social de Palmas, mantida pela Cáritas Diocesana e apoio da comunidade, Dom Lorenzo, e os bispos Dom Agostinho, Dom Luís, Dom Valter (União da Vitória) e Mons. TymonnTytus, foram recepcionados pelos educadores e educandos. A coordenadora, Irmã Lúcia, apresentou a escola ao Núncio. A EISPAL fundada por Dom Agostinho, priorizando o trabalho social na defesa dos direitos e deveres das crianças e adolescentes carentes (de 3 meses a 18 anos), na doutrina cristã. Dom Agostinho ressaltou a importância da presença da Congregação das Irmãs da Sagrada Família: "Fico feliz de ver as crianças progredindo".

     O Núncio Apostólico falou aos educadores e educandos, dizendo que é importante para a diocese esta instituição: "Continuem a trajetória inicial destas crianças e adolescentes, para que cresçam com a colaboração de leigos, voluntários, educadores, assim constatando a utilidade da Igreja diocesana". Continuou Lorenzo: "Trago o afeto do Papa, ele ama muito as crianças. Parabéns Irmãs pelo trabalho valioso, para que possamos ver uma sociedade mais digna e humana. Dou a benção especial do Santo Padre".

      Idosos recebem o representante do Papa

     O Lar de Velhinhos Nossa Senhora das Graças (Palmas) também foi visitado pelo Núncio Apostólico. A Irmã Ana fez a apresentação do trabalho desenvolvido pelo Lar. Disse que a finalidade é o atendimento aos idosos carentes e que a velhice é o coroamento das etapas da vida. Crianças e idosos cantaram para o Núncio uma música que expressa o resgate da capacidade de sonhar - "Esperança". Dom Lorenzo cumprimentou as Irmãs, idosos, conheceu a nova capela e as demais instalações do Lar.

     Inauguração da Casa de Formação Divino Mestre

     No dia 10 de outubro de 2014, um dos principais momentos da visita do Núncio Apostólico, à nossa Diocese, foi a inauguração da Casa de Formação de Lideranças Divino Mestre, em Francisco Beltrão. Com a presença do Arcebispo de Cascavel - Dom Lúcio, Dom Agostinho, Dom Luís, todo o clero diocesano e religiosos, diáconos, autoridades civis, militares e comunidade, o Núncio Apostólico Dom Lorenzo Baldisseri inaugurou esta importante obra diocesana, destinada a evangelização.

     Inicialmente Monsenhor Natalício leu o histórico da casa: "A construção de uma casa de formação era uma necessidade para toda a diocese de Palmas - Francisco Beltrão. Desde a sua posse dia 14/06/1970, em todas as reuniões, Dom Agostinho falava da necessidade de um local central que abrigasse o clero, religiosos e leigos nos seus encontros, cursos e retiros. Após procurar um local que fosse central na diocese, foi constituída a comissão de construção formada por Mons: Natalício José Weschenfelder, Natalino Faust, Adelar Menon, Arnaldo Sabadin e Pedro Carbonera.
     
    A Pedra fundamental da Casa de Formação foi lançada dia 15/08/1990, em Francisco Beltrão. A obra planejada e idealizada é um homem deitado, sendo a cabeça a capela, o coração é o hall central, o auditório com 8 salas de reuniões é o braço direito, o refeitório e as dependências do trabalho é o braço esquerdo, as pernas e os pés são representados pela construção dos 120 quartos. A transformação de uma pessoa deve começar pela razão e pelo intelecto, passando as ideias para o coração. Deus ainda generoso em conceder a água mineral alcalina bicabornatada, no posso artesiano, de 245 metros de profundidade.
     
    A construção foi possível graças a ajuda da Adveniat, Arcebispo de Colômbia (ambos entidades de católicos da Alemanha), Governo do Estado do Paraná, Prefeitura Municipal de Francisco Beltrão, auxilio das paróquias e sobre tudo o auxílio do Centro Pastoral, Educacional e Assistencial Dom Carlos, de Palmas. Na construção foram empregados perto de 3 milhões de reais.
     
    Esta obra é denominada Casa de Formação Divino Mestre, situada no monte Tabor. É um sonho realizado.
    Com a presença do Núncio Apostólico Dom Lourenzo Baudisseri torna-se para sempre abençoada esta obra que foi um desejo de Dom Agostinho José Sartori e de toda diocese de Palmas - Francisco Beltrão. O dia 10 de outubro de 2004 manifesta a possibilidade de grandes realizações com a união de todos".
     
    Em sua homilia Dom Lourenzo expressou a alegria em presidir a celebração e abençoar a capela, o altar e inaugurar oficialmente a Casa. Ressaltou que a localização tem particular sentido no nome de Morro Tabor, representa o histórico religioso da cidade: "É um momento especial estarmos reunidos, neste dia de agradecimento, gratidão ao senhor pela obra realizada. Estamos felizes por ser um ponto de referência para a evangelização".

     Encontro com o Clero

     O Clero diocesano, religioso e diáconos participaram de encontro com o Núncio Apostólico Dom Lorenzo Baldisseri, no auditório da Casa de Formação. Foi uma oportunidade dos presbíteros ouvir o representante do Papa, que trouxe importante mensagem, renovando o ardor missionário de cada um. Inicialmente o representante do clero, Pe. Deoclésio, deu boas vindas ao Núncio, ressaltando a importância de sua presença junto aos padres.

     Dom Lorenzo afirmou que o sacerdócio é um dom precioso de Cristo para a Igreja: "É alguém que se pode confiar, que tem a identidade sacerdotal consagrada a Deus, promovem a justa formação dos fiéis, guiam o povo de Deus para o serviço da Igreja e devem trabalhar na base das famílias". Lembrou o Núncio que a Pastoral da Juventude é o tesouro das vocações sacerdotais e religiosas.

     Seminário de Filosofia

     Outro momento marcante da visita de Dom Lorenzo foi a inauguração do Seminário de Filosofia. Os filósofos, juntamente com os propedeutas, de São João, recepcionaram o Núncio Apostólico, que estava acompanhado do arcebispo de Cascavel Dom Lúcio, Dom Agostinho, Dom Luís e de Mons. Tymon Tytus. Disse o representante do Papa aos seminaristas: "É grande a alegria de encontrar jovens seminaristas que são o futuro da Igreja para a missão de evangelizar. Tenham coragem, queridos jovens, é tempo de formar-se, de dar a vida espiritual através da Igreja e dos sacramentos. Vou relatar ao Santo Padre que no Brasil há um grande esforço nas vocações".

     Dom Lorenzo assinou a ata de inauguração do Seminário e deixou uma mensagem escrita: "Com muita alegria abençoo este Seminário de Filosofia da Diocese de Palmas - Francisco Beltrão com o intuito de ser interdiocesano. Felicito Dom Agostinho e seu bispo auxiliar Dom Luís e todo o clero da Diocese".

     Em Pato Branco

     Em Pato Branco, no centro Cultural Raul Juglair, Dom Lorenzo se encontrou com autoridade, lideranças da comunidade e religiosos. Foi uma oportunidade de diálogo aberto do Núncio, com os presentes fazendo perguntas, e Dom Lorenzo respondendo com clareza e firmeza: "É grande a alegria em poder encontrar lideranças, conhecer es escutar para levar boas impressões, tendo a visão concreta da realidade". A exemplo da sua presença na UNICS, apedido de Dom Agostinho, Dom Lorenzo apresentou, ao piano, uma linda melodia, provocando aplausos da plateia. Na sequência, Dom Lorenzo presidiu celebração na Matriz São Pedro Apóstolo. "Como mensageiro do Papa, sucessor do apóstolo Pedro, sinto-me como missionário, vindo aqui. A cada momento somos chamados a seguir Jesus Cristo e trabalhar na vinha".

     Coletiva à imprensa

     Em Francisco Beltrão, Dom Lorenzo concedeu entrevista coletiva à imprensa. Disse, o representante do Papa, que após as visitas, à diversas localidades e realizações, dessa Igreja diocesana, leva a melhor impressão possível da caminhada de evangelização, muito bem coordenada pelo bispo Dom Agostinho. "De uma Diocese viva, muito ativa, no âmbito da Igreja e da sociedade. Notei que é uma comunidade bem desenvolvida culturalmente e socialmente, apesar de problemas existentes referentes à pobreza. Esse povo é muito ativo, acredita nas suas possibilidades de poder, melhorar sua situação. E a Igreja acompanha com instituições que realizam atividades empenhadas no desenvolvimento social". Dom Lorenzo avaliou positivamente o trabalho de evangelização realizado em nossa Diocese: "A evangelização está bem organizada através das atividades que a Igreja realiza".

     Educação 
     Dentre os locais visitados, um dos que mais chamou a atenção do Núncio Apostólico foi o Centro Universitário Católico do Sudoeste, em Palmas: "Lá há uma primazia de fomentar a cultura. Estou aqui para aprender e conhecer esta realidade que se dá no aspecto da educação. Este centro de formação, em Francisco Beltrão, é uma demonstração dessa preocupação que a diocese tem. Levo a impressão de que esta gente quer crescer, e que a Igreja quer dar a sua contribuição aos cidadãos cristãos".
     
    A evangelização está entre os principais desafios enfrentados pela Igreja Católica do Brasil, afirmou Dom Lorenzo: "É a evangelização frente ao problema dos novos grupos evangélicos, seitas, outras religiões, importadas ou misturadas com a crença cristã. Essa é uma realidade que os bispos estão estudando profundamente, para poder dar uma resposta de maior empenho a evangelização. Estar mais perto do povo, não só no ponto de vista social, porque a promoção humana é básica, mas também dar uma resposta às aspirações espirituais que o povo está buscando".
     
    Episcopado
    As nomeações de bispos, fazendo com que as Dioceses fiquem sem pastor por algum tempo, é também uma preocupação do Núncio Apostólico: "A dificuldade não é tanta, mas o Brasil é muito grande, os padres, entre os quais se buscam os candidatos, nesse país, são poucos. No Brasil temos 16.500 padres quando em outros países menores tem 30 ou 40 mil. Precisa uma atenção especial, buscar os melhores candidatos para serem bispos, para que possam responder as necessidades da Igreja no Brasil. Eu asseguro que o trabalho que estamos fazendo, para provisões de Dioceses, é bastante rápido. Não pensem que nomear um bispo é como eleger um prefeito ou nomear um oficial das forças armadas, é muito importante, porque temos que escolher um pastor que tenha todas as virtudes para levar o pastoreio, por isso não podemos errar. O Espirito Santo nos ilumina, mas ele também atua através dos meios humanos. Nós temos, com toda a simplicidade, que estar abertos a essa compreensão e, ao mesmo tempo, sermos capazes de discernir". O Núncio através do discernimento e colaboração dos bispos, de outros informadores e visitas realizadas às dioceses, dá a oportunidade de compreender, ainda mais, as necessidades e conhecer as pessoas, assim agilizando a apresentação ao Santo Padre, dos mais dignos e capazes de ser nomeados bispos.
     
    Mensagem
    O representante do Papa deixou uma mensagem à população da Diocese de Palmas - Francisco Beltrão: "Digo a essa Diocese que continue nessa trajetória de ser viva, missionária que possa implementar o que já está projetado. Essa Casa de Formação de Lideranças Divino Mestre é uma mostra dessa preocupação, de dar instrumentos aos líderes da Igreja, seja sacerdotes ou leigos, capazes de poder evangelizar, de poder anunciar Cristo no meio em que cada um tem sua missão. Os leigos atualmente estão mais comprometidos com sua participação na missão.
     
    Os seminaristas e leigos precisam ter uma visão nacional, pois esse país é do tamanho de um continente. O Sul possui mais vocações dividido aos imigrantes, provenientes de países católicos, por isso estão profundamente ligados à fé católica. Eles têm que ajudar as dioceses, localizadas nos lugares menos favorecidos, como o Norte, Amazônia, Mato Grosso, onde está aumentando a população do progresso migratório do Brasil. Também fora do país, pois há missionários que estão indo para a Europa, pois lá há poucos padres, é uma sociedade que está em regresso populacionalmente, limitando a formação de padres. Acredito que a Diocese de Palmas - Francisco Beltrão, como outras dioceses do Sul, podem dar uma contribuição extraordinária.
     
    Encorajo a todos, sobretudo os jovens para que respondam corajosamente e generosamente ao chamado da Igreja de Cristo, que possam ser missionários. Aos leigos que permaneçam valorizando a família, que é onde se cresce humanamente e espiritualmente. Se temos boa família vamos ter bons padres, assim teremos uma sociedade mais justa e humana, é o que todos nós queremos". 

     

► Galeria de Fotos

© 2010 - Curia Diocesana - Diocese de Palmas/Fco. Beltrão - PR.

Rua Dr. Bernardo Ribeiro Vianna, 903
Sala 214 - Cx. Postal: 50
85555-000 - Palmas - PR
Fone: (46)3263-1134
Fax : (46)3262-1511