Diocese de Palmas e Francisco Beltrão

Bem Vindos, 22 de Outubro de 2017

NOTÍCIAS E EVENTOS

► JORNAL DIOCESANO

    31/01/2017, por "Débora Regina Pupo"

    "A Catequese na vida da Igreja: Documentos Catequéticos

    "A Catequese na vida da Igreja: Documentos Catequéticos"
    Catequese Renovada: orientações e conteúdos. (CNBB 1983, Parte II)


    Na edição anterior conhecemos uma parte do documento Catequese Renovada (CR). Nesta edição vamos dar continuidade a este estudo.

    Na segunda parte o Documento (CR 36-161), aprofunda o sentido da Palavra de Deus e o significado da Revelação e trata das exigências da catequese. Reforça que Deus se comunica, por iniciativa própria, através de palavras, gestos e fatos (33-35) sempre em dimensão comunitária e vence as barreiras do pecado que impede o ser humano de se abrir à sua comunicação (36-39). A pedagogia de Deus é a de revelar-se por etapas e respeitar a humanidade "que não está preparada para acolher a Deus plenamente" (CR 42). O ponto central é sempre a Encarnação, pois "a luz definitiva sobre a história da Revelação vem de Jesus, que revela enfim toda a amplitude do amor de Deus" (CR 49).

    O Documento trata ainda de uma catequese que seja fiel a Deus e ao ser humano (78-81). Que compreenda que a fonte de toda ação catequética é a Palavra de Deus (82-93). Sem esquecer que para alcançar sua finalidade a catequese precisa reforçar a unidade, organicidade, integridade e adaptação do seu conteúdo (94-102). A CR apresenta ainda as dimensões da catequese (103-109): cristológica, eclesiológica, escatológica. Destaca que todas têm "o mesmo valor e a mesma importância" (CR 109). Em relação ao método o Documento destaca o princípio da interação (112). Enfatiza o método "Ver-Julgar-Agir" como uma proposta válida para alcançar a interação do conteúdo com a vida e vice-versa (115). Entre os lugares da catequese (118-128), a comunidade cristã é apresentada como seu "o lugar, ou o ambiente normal" (118). Como processo permanente é preciso que a catequese "acompanhe o homem por toda a vida e se integre em seu crescimento global" (129).

    A terceira parte do Documento trata dos temas fundamentais para uma catequese que busca compreender-se como catequese renovada (CR 162-280). A situação real do ser humano deve ser o espaço de encontro com Deus e seu plano de salvação. Por isso, a verdade sobre Jesus Cristo deve ser apresentada como plenitude da salvação. E a Igreja, entendida como sinal do Reino e sacramento de comunhão, é o instrumento de realização da salvação para o ser humano. Percebe-se que a pessoa é tratada como protagonista e passa a ser vista, a partir de Cristo, que ilumina o mistério do ser humano e ao ser renovado por Cristo, é chamado a assumir seus compromissos, como resposta a Deus, numa comunidade e num contínuo processo de conversão. Sem esquecer-se de assumir uma vida renovada, também na dimensão social (CR 163-280).

    A quarta parte do CR trata da comunidade catequizadora (281-316). Uma vez que a "Catequese é um processo dinâmico e abrangente de educação da fé, um itinerário, e não apenas uma instrução" (CR 281). É preciso promover a "integração da caminhada da comunidade cristã com a mensagem evangélica" (CR 283). Por isso, o intuito da quarta parte do Documento é o de apresentar "como grupos podem caminhar e desenvolver-se, para sempre mais, se tornarem comunidades catequizadoras" (CR 285).

    Por fim, como conclusão, o CR no número 318 reafirma que "a Catequese é um processo de educação comunitária, permanente, progressiva, ordenada, orgânica e sistemática da Fé. Sua finalidade é a maturidade da Fé, num compromisso pessoal e comunitário de libertação integral, que deve acontecer já aqui e culminar na vida eterna e feliz" (CR 318).

    A síntese do CR permite perceber que, a Igreja no Brasil, se empenha em realizar uma ação catequética atenta à realidade real e concreta em que o catequizando se encontre. E, ao mesmo tempo, que não negligencie os princípios básicos da fé e da doutrina.

© 2010 - Curia Diocesana - Diocese de Palmas/Fco. Beltrão - PR.

Rua Dr. Bernardo Ribeiro Vianna, 903
Sala 214 - Cx. Postal: 50
85555-000 - Palmas - PR
Fone: (46)3263-1134
Fax : (46)3262-1511